hair-bannerCabelos ressecados, com pontas-duplas, quebradiços, eriçados, sofrendo queda… essas são as principais queixas dos pacientes nos consultórios. Mas será que você toma os cuidados necessários com o seu cabelo? Vamos falar um pouco sobre o cabelo: os tipos, os cuidados, etc.

Os tipos de cabelo

O couro cabeludo e o próprio cabelo são lubrificados pelo sebo produzido nas glândulas sebáceas. É essa secreção que determina o seu tipo de cabelo: normal, seco ou oleoso. Sendo assim: pouca secreção, cabelo seco; muita secreção, oleoso; e quantidade normal de secreção, cabelo normal.

Limpeza do cabelo

A secreção produzida nas glândulas sebáceas facilita que a poeira e outros agentes poluentes se fixem nos fios. Por isso, a higienização do cabelo deve visar eliminar não só a camada oleosa excessiva, mas também a poeira fixada nela.

Contudo, o xampu não deve ser utilizado apenas para limpeza. Ele também deve suprir outras necessidades do cabelo, como: hidratação, maciez e brilho.

Muitas pessoas sentem dúvidas em relação ao número de vezes que se deve lavar o cabelo. Devo lavar meu cabelo todos os dias? Depende. Cada um tem a sua necessidade. As pessoas que têm o cabelo mais oleoso podem lavar os cabelos todos os dias, por exemplo.

Lembre-se de que a temperatura ideal para lavar o cabelo não deve ser muito alta porque a água quente pode danifica-lo, além de piorar o estado seborreico.

Quanto ao xampu e o condicionador, passe-os sem fazer muita força, apenas massageando e evite passar condicionador no couro cabeludo.

O que pode danificar o meu cabelo?

Existem alguns fatores que podem danificar os cabelos, dentre eles estão alguns comportamentos que muitas vezes achamos que trarão benefícios. Lavar os cabelos todos os dias sem necessidade e escovar os cabelos mais vezes que o necessário são dois desses comportamentos.

Além disso, é preciso ficar atento aos procedimentos que submetemos os nossos cabelos, como tintura e escova progressiva. Eles podem causar alergia e irritação ao couro cabeludo. Só utilize produtos aprovados pela ANVISA.